“Onde estivestes de noite?” o literário e a imagem se perguntaram

  • Maria Eugênia Curado Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Ewerton de Freitas Ignácio Universidade Estadual de Goiás (UEG)
Palavras-chave: Literatura Comparada. Lispector. Bosch. Intersemiose.

Resumo

Considerando a possibilidade da migração de temas e topos literários de uma esfera artística a outra, e tendo em vista que o texto literário e a pintura se aproximam não apenas por motivação temática, mas também por procedimentos de composição, com base no instrumental teórico de Charles Sanders Peirce (1839-1914) propomos neste artigo demonstrar que, independentemente do tempo e do espaço em que se forjaram e talvez pelo caráter atemporal e universalizante das obras, embora de meio e modos diversos, há possibilidade de uma leitura dialógica do conto “Onde estivestes de noite” (1997), de Clarice Lispector, com o painel nuclear “O juízo final” (1482), de Hieronymus Bosch. Analisaremos a arquitetura da contística lispectoriana com a construção pictórica de Bosch e os elementos formadores de ambas as produções que nos revelam, talvez, outras formas de compreender o mundo da leitura.

Biografia do Autor

Maria Eugênia Curado, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade de São Paulo - PUC/SP. Docente no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias – MIELT – da Universidade Estadual de Goiás, Campus de CSEH - Anápolis. E-mail: curadoeugenia@hotmail.com.

Ewerton de Freitas Ignácio, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Doutor em Literaturas de Língua Portuguesa com estágio pós-doutoral em Literatura Brasileira pela Universidade Estadual Paulista – UNESP/Assis. Docente no Mestrado em Territórios e Expressões Culturais do Cerrado – TECCER – da Universidade Estadual de Goiás, Campus de CSEH - Anápolis. ewertondefreitas@uol.com.br.

Como Citar
Curado, M., & Ignácio, E. (1). “Onde estivestes de noite?” o literário e a imagem se perguntaram. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 7(2), 223-236. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/4806