Modernidade e Literatura: a presença do (ex)cêntrico na narrativa de Cora Coralina

  • Maria Eugênia Curado Universidade Estadual de Goiás (UEG)
Palavras-chave: Cora Coralina. Modernidade. Marginal. (Ex)cêntrico.

Resumo

A modernidade é um tema que nunca se esgota e problematiza a contemporaneidade. Dessa afirmação, que teoriza as poéticas da modernidade, este ensaio via a analisar a prosa curta de Cora Coralina que ao romper com a tradição, recorda a figura do marginal, do (ex)cêntrico, do pária e se configura como narrador do universal. Para tal mirar-se-ão as dimensões dos níveis do (ex)cêntrico na narrativa que será estudada, apontado as características das poéticas da modernidade que se configuram no texto coraliniano. 

Biografia do Autor

Maria Eugênia Curado, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Professora de Teoria da Literatura e Literatura Comparada na Universidade Estadual de Goiás (UEG – Anápolis). Docente do MIELT – Mestrado em Educação, Linguagem e Tecnologia – UEG. E-mail: curadoeugenia@hotmail.com.

Como Citar
Curado, M. (1). Modernidade e Literatura: a presença do (ex)cêntrico na narrativa de Cora Coralina. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 4(2), 441-451. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/5301
Seção
Teoria Literária