PARQUES ARQUEOLÓGICOS SUBAQUÁTICOS DOS AÇORES E A SUA PROMOÇÃO PARA O PÚBLICO. O PROCESSO DE CRIAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE UM WEBSITE INFANTIL

  • Ana Catarina GARCIA Centro de História d’Aquém e d’Além-Mar - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Universidade dos Açores
Palavras-chave: arqueologia subaquática, Açores, websites, infanto-juven

Resumo

A criação de um parque arqueológico subaquático em Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, no arquipélago dos Açores, revela a importância histórica e arqueológica que este local tem. Localizado em pleno Atlântico Norte, o parque insere-se numa baía protegida que foi palco de inúmeros episódios ao longo da história desde naufrágios, a batalhas e todo o tipo de acidentes. Angra, a cidade que lhe está associada foi de extrema importância durante o início da expansão marítima portuguesa e mais tarde europeia, principalmente durante os séculos XVI e XVII. Serviu de porto de abrigo, local de aguada, de reparação de navios ou de assistência às tripulações. Também aqui se comerciou e se estabeleceram importantes trocas de ideias, informações, produtos e entre pessoas de muitas origens. A relevância desta informação e dos motivos que levaram à classificação do Parques Arqueológico Subaquático de Angra estiveram na origem da criação dum website que permitisse uma maior disseminação de Angra e da sua importância e deste modo chegar ao maior número de pessoas e públicos.

Neste trabalho será apresentado o processo de construção de um site infanto-juvenil alusivo aos Parques Arqueológicos Subaquáticos de Angra (PASA) que visou a sensibilização do público mais novo para as questões da arqueologia em geral e para arqueologia subaquática em particular. Abordaremos neste trabalho como foi conceber e concretizar esse site, quais os cuidados e necessidades inerentes a este tipo de produto de divulgação patrimonial, bem como o balanço da relevância que o mesmo tem tido ao longo de mais de 10 anos tanto para a Região Autónoma do Açores como para o público em geral.

Biografia do Autor

Ana Catarina GARCIA, Centro de História d’Aquém e d’Além-Mar - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Universidade dos Açores
É Assistente de Investigação do CHAM desde Janeiro de 2010. Doutoranda da UNL-FCSH em História, especialidade Arqueologia, Outubro de 2011 e Bolseira de Investigação para o projecto “Na rota história e científica das baleias e da baleação em Portugal e no Atlântico no início da época moderna” da Linha Temática do Mar do CHAM. Mestre em História Insular e Atlântica pela UA (Açores), Abril 2009. Licenciatura em História-Arqueologia, pela UC-FLUC, Dezembro 1996.
Publicado
2017-07-13
Como Citar
GARCIA, A. PARQUES ARQUEOLÓGICOS SUBAQUÁTICOS DOS AÇORES E A SUA PROMOÇÃO PARA O PÚBLICO. O PROCESSO DE CRIAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE UM WEBSITE INFANTIL. Revista Temporis[ação] (ISSN 2317-5516), v. 17, n. 1, p. 160-180, 13 jul. 2017.
Seção
DOSSIÊ PRÁTICA ARQUEOLÓGICA E EDUCAÇÃO PATRIMONIAL