O MERCADO MUNICIPAL DE GOIÁS SEGUNDO OS PRINCÍPIOS ARTÍSTICOS DA CIDADE DE CAMILLO SITTE

Palavras-chave: Restauração, Camillo Sitte, Goiás, Mercado Municipal de Goiás, Patrimônio Histórico Edificado, Educação Patrimonial

Resumo

A vivência do espaço urbano é sempre uma oportunidade de aprendizado. Através do legado material, isto é, seu patrimônio edificado, a cidade nos ensina como o passado foi vivido, nos traz oportunidades de corrigir erros e potencializar acertos. Foi buscando perceber a cidade e a relação das pessoas com os espaços públicos que Camillo Sitte identificou princípios artísticos, os quais, aplicados na forma urbana viriam conferir qualidade e vitalidade ao espaço. Sua lição ainda é atual no que se refere a aprender com a história das cidades para projetar espaços mais aprazíveis ao cotidiano. Mesmo se tratando de uma reflexão fundamentada essencialmente no campo estético das cidades, Sitte sinaliza muito timidamente através do conceito pinturesco que mesmo os aspectos de arte possuem profunda relação com as tradições e características do lugar. Utilizando os mesmos princípios e buscando aplicar a noção de pinturesco, será aqui analisada a forma do Mercado Municipal de Goiás enquanto conjunto edificado. A atual conformação é resultado de uma intervenção entre os anos 2014-2016, cujo projeto de restauro é particularmente de interesse da análise, ao trazer os elementos que motivaram a atual forma urbana (e seus princípios), considerando as transformações espaciais ao longo da história de intervenções no Mercado e a demanda contemporânea de uso e apropriação.

Biografia do Autor

Karine OLIVEIRA, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Uberlândia(2010) e mestrado-profissionalizante em Preservação do Patrimônio Cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional(2013). Atualmente é Professora Assistente da Universidade Federal de Goiás e Associada da Association for Preservation Technology Internacional. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Preservação e Patrimônio. Atuando principalmente nos seguintes temas:Patrimônio cultural, Planejamento urbano, Tombamento.

Referências

ARQUIVO PÚBLICO DO DISRITO FEDERAL. Planta da cidade de Goiás. Distrito Federal, 1985. Arquivo Histórico do Exército. Disponível em: . Acesso em: 21 jan. 2020.

ARQUIVO ESCRITÓRIO TÉCNICO DO IPHAN EM GOIÁS.

ARQUIVO FUNDAÇÃO FREI SIMÃO DORVI.

CHOAY, Françoise. O urbanismo: utopias e realidades, uma antologia. Tradução Dafne Nascimento Rodrigues. São Paulo: Perspectiva, 2007.

COELHO, Gustavo Neiva. Iconografia Vila-Boense. Goiânia: Editora UFG, 2013.

GOIÁS. Lei nº 2.985, de 23 de junho de 1918. Código de Posturas. Goiás, 1918.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Financiamento de obras de intervenção em imóveis privados (Restauração do Mercado Municipal). Processo 01516.001031/2013-63. Goiás: IPHAN, 2013. Disponível em:. Acesso em: 28 out. 2019.

MENESES, Ulpiano Toledo Bezerra de. O campo do patrimônio cultural: uma revisão de premissas. In: Fórum Nacional do Patrimônio Cultural: desafios, estratégias e experiências para uma nova gestão, I., 2009, Ouro Preto. Anais... Brasília: IPHAN, 2012. p. 127-135.

OLIVEIRA, Karine Camila. Parâmetros urbanísticos e a preservação do Conjunto Arquitetônico e Urbanístico da cidade de Goiás. 2014. Dissertação (Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural) - IPHAN, Rio de Janeiro, 2014.

OLIVEIRA, Karine Camila; FONSECA, Thalita Pereira da. A não reconstrução na recuperação da paisagem cultural da cidade de Goiás. In: NEVES, Rachel Myrrha de Paula Silva; SILVA, Vânia Myrrha de Paula. (Orgs.). Estudos brasileiros sobre patrimônio. Belo Horizonte: Poisson, 2019. 1 v.

OLIVEIRA, Marcelo Iury de. Das margens ao centro histórico: patrimônios e turismo na perspectiva dos moradores das áreas periféricas na cidade de Goiás – Goiás. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.

OLIVEIRA, Marcelo Iury de; DANTAS, Cristiane Loriza; OLIVEIRA, Fernanda Fonseca Cruvinel. As transformações na paisagem: o Mercado Municipal da Cidade de Goiás. In: Revista Mosaico, Goiânia, v. 12, p.68-90, 2019.

SITTE, Camillo. A construção das cidades segundo seus princípios artísticos. São Paulo: Ática, 1992.

TAMASO, Izabela Maria. Em nome do patrimônio: representações e apropriações da cultura na cidade de Goiás. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Publicado
2021-12-21
Como Citar
OLIVEIRA, K. O MERCADO MUNICIPAL DE GOIÁS SEGUNDO OS PRINCÍPIOS ARTÍSTICOS DA CIDADE DE CAMILLO SITTE. Revista Temporis[ação] (ISSN 2317-5516), v. 21, n. 02, p. 28, 21 dez. 2021.
Seção
ARTIGO ACADÊMICO