A Teoria da autogestão social em Nildo Viana

The theory of Social Self-Management in Nildo Viana

  • Lucas Maia Instituto Federal de Goiás, Anápolis, Goiás, Brasil
Palavras-chave: Autogestão Social. Marxismo. Autogestionário. Nildo Viana.

Resumo

Discute-se neste texto a concepção de Autogestão Social tal como elaborada por Nildo Viana. Para tanto, realizou-se uma análise nos livros e artigos do autor que tocam diretamente nesta matéria. O estudo do material teve como objetivos: a) identificar o processo de engendramento da Autogestão Social por meio da autogestão das lutas proletárias; b) identificar como sua teoria da Autogestão está imbricada em sua teoria do capitalismo; c) analisar os processos que obstam o estabelecimento da Autogestão; d) criticar as apropriações ideológicas do termo Autogestão; e) apontar os elementos gerais estruturadores da sociedade autogerida.

Resumen: Este texto discute el concepto de autogestión social desarrollado por Nildo Viana. Con este fin, se llevó a cabo un análisis de los libros y artículos del autor que abordan directamente este asunto. El estudio del material tenía como objetivos: a) identificar el proceso de engendrar la autogestión social a través de la autogestión de las luchas proletarias; b) identificar cómo su teoría de la autogestión está entrelazada con su teoría del capitalismo; c) analizar los procesos que dificultan el establecimiento de la autogestión; d) criticar las apropiaciones ideológicas del término autogestión; e) señalar los elementos generales estructuradores de la sociedad autogestionada.

Palabras-clave: Autogestión Social. Marxismo. Autogestionario. Nildo Viana.

The theory of Social Self-Management in Nildo Viana

Abstract: This text discusses the concept of Social Self-Management as developed by Nildo Viana. An analysis was carried out on the author's books and articles that directly address this matter. The study of the material had as objectives: a) to identify the process of engendering Social Self-Management through the self-management of proletarian struggles; b) identify how his theory of self-management is intertwined with his theory of capitalism; c) analyze the processes that hinder the establishment of Self-Management; d) criticize the ideological appropriations of the term Self-management; e) point out the general structuring elements of the self-managed society.

Keywords: Social Self-Management. Self-managing. Marxism. Nildo Viana.

Biografia do Autor

Lucas Maia, Instituto Federal de Goiás, Anápolis, Goiás, Brasil

É graduado mestre e doutor em Geografia, pós-doutorando em Sociologia e professor do Instituto Federal de Goiás, Campus Aparecida de Goiânia.

Referências

ARVON, Henri. La autogestión. México/DF: Fondo Cultura Econômica, 1982.

BOURDET, Yvon. Karl Marx y la autogestión. In: GERRATANA, Valentino (et al.). Consejos obreros y democracia socialista. Córdoba: Passado y Presente, 1972.

FOA, Lisa. Los soviets e octubre. In: GERRATANA, Valentino (et al.). Consejos obreros y democracia socialista. Córdoba: Passado y Presente, 1972.

GUILLERM, Alain & BOURDET, Yvon. Autogestão: uma mudança radical. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1976.

MARX, Karl. O Capital. Livro I. Tomo I. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

______. O Capital. Livro I. Tomo II. São Paulo: Abril Cultural, 1984.

______. O Capital. Livro III. Tomo I. São Paulo: Abril Cultural, 1984a.

______. Manuscritos Econômico-filosóficos. Lisboa: Edições 70, 1993.

______. La guerra civil en Francia. Pekin: Ediciones Lenguas extranjeras, 1978.

KARL Marx & ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. V. 1. Lisboa: Editorial Presença/Martins Fontes, 1976.

______ & ______. Cartas filosóficas & O manifesto comunista de 1848. São Paulo: Editora Moraes, 1987.

MATTICK, Paul. Marx y Keynes: los limites de la economia mixta. México/DF: Era, 1975.

KORSCH, Karl. Sobre la teoria y la practica de los marxistas. Salamanca: Ágora, 1979.

______. Lucha de classes y derecho del trabajo. Barcelona: Ariel, 1980.

LEFEBVRE, Henri. A Vida Cotidiana no Mundo Moderno. São Paulo: Ática, 1991.

PANNEKOEK, Anton. Los consejos obreros. Mardrid: Zero, 1977.

RÜHLE, Otto. Da revolução burguesa à revolução proletária. Porto: Publicações Escorpião, 1975.
STALIN. Materialismo dialético e materialismo histórico. Rio de Janeiro: Global, 1985.

TRAGTENBERG, Maurício. Reflexões sobre o socialismo. São Paulo: Moderna, 1986.
______. Capitalismo no século XX. São Paulo: Unesp, 2010.

VIANA, Nildo. Estado, Democracia e Cidadania: a Dinâmica da Política Institucional do Capitalismo. Rio de janeiro: Achiamé, 2003.

______. Os Valores na Sociedade Moderna. Brasília: Thesaurus, 2007.

______. A consciência da história: ensaios sobre o materialismo histórico-dialético. Rio de Janeiro: Achiamé, 2007a.

______. Escritos metodológicos de Marx. Goiânia: Alternativa, 2007b.

______. Manifesto autogestionário. Rio de Janeiro: Achiamé, 2008.

______. O capitalismo na era da acumulação integral. São Paulo: Ideias & letras, 2009.

______. Pannekoek: das organizações burocráticas à auto-organização. In: PANNEKOEK, Anton. Partidos, sindicatos e conselhos operários. Rio de Janeiro: Rizoma, 2011.

______. A teoria das classes em Karl Marx. Florianópolis: Bookees, 2012.

______. Karl Korsch e a concepção materialista da história. Florianópolis: Bookees, 2012a.

______. Da sociedade desumanizada à humanização da sociedade. Florianópolis: Bookees, 2012b.

______. Autogestão: o signo e o ser. Revista Enfrentamento. Goiânia: ano 8, N. 14, jul/dez. 2013.

______. Autogestão e ideologia. Revista Marxismo e Autogestão. Ano 1. N.2. jul/dez, 2014.

______. A questão da organização revolucionária. Rio de Janeiro: Rizoma, 2014a.

______. Estado, democracia e cidadania: a dinâmica da política institucional no capitalismo. 2° edição. Rio de Janeiro: Rizoma, 2015.

______. A pesquisa em representações cotidianas. São Paulo: Chiado Editora, 2015a.

______. A mercantilização das relações sociais: modo de produção capitalista e formas sociais burguesas. Rio de Janeiro: ArEditora, 2016.

______. Karl Marx: a crítica desapiedada do existente. Florianópolis: Bookess, 2016a.

______. O modo de pensar burguês. Curitiba: CRV, 2018.
______. O que são experiências autogestionárias. In: CUNHA, E. P. & FERRAZ, D. L.
(orgs.). Crítica marxista da administração. Rio de Janeiro: Rizoma, 2018b.
______. Hegemonia burguesa e renovações hegemônicas. Curitiba: CRV, 2019.
Publicado
2020-10-28
Como Citar
Maia, L. (2020). A Teoria da autogestão social em Nildo Viana. Élisée - Revista De Geografia Da UEG, 9(2), e922029. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/elisee/article/view/10362