Letramento: práticas sociais de leitura e escrita no ensino de línguas adicionais

  • Cláudia Helena Dutra Silva Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CAp/UFRGS)
Palavras-chave: Letramento. Práticas sociais. Leitura. Escrita. Línguas adicionais

Resumo

Este trabalho visa a refletir sobre o ensino de línguas adicionais voltado para o desenvolvimento do letramento, ou seja, voltado para uma prática pedagógica que contemple a leitura e a escrita como ações sociais. O trabalho baseia-se nos estudos sobre letramento que entendem letramento como um conjunto de práticas organizadas social e culturalmente que envolvem na sua constituição a tecnologia da escrita (SCRIBNER; COLE, 1981; STREET, 1984; HEATH, 2001; GEE, 2004; BARTON, 2007). O artigo está dividido em três seções: na primeira, apresento o conceito de letramento; na segunda, defendo o letramento como meta educacional da escola; na terceira, apresento estudos sobre letramento e ensino de línguas adicionais e discuto a avaliação a partir da discussão aqui proposta. 

Biografia do Autor

Cláudia Helena Dutra Silva, Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CAp/UFRGS)

Professora de Língua Inglesa do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CAp/UFRGS), Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

 

Como Citar
Silva, C. (1). Letramento: práticas sociais de leitura e escrita no ensino de línguas adicionais. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 4(1), 25-37. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/5333
Seção
Linguística