NOMES DE PARTES EM FUNÇÃO CLASSIFICADORA: ÂMBITO DE ANÁLISE DO SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO NOMINAL AKWE-XERENTE

  • Kênia Mara de Freitas Siqueira Universidade Estadual de Goiás (UEG – Unidade Pires do Rio).
Palavras-chave: Nomes de partes. Função. Classificadores. Língua Akwê-Xerente. Cultura.

Resumo

O objetivo deste estudo é verificar se ocorre o uso de nomes de partes do corpo em função classificadora na língua Akwe-Xerente, considerando para tal a relação entre língua e cultura. Visase, assim, descrever esse uso em consonância com algumas propostas teóricas já desenvolvidas sobre a questão, tais como as expressas por Lankoff e Johnson (1980), Posey (1984), Crofts (1985), Heine, Claudi e Hunnemeyer (1991), Gumperz (1996), Wierzbicka (1997), Nunes (2000), Langacker (2002), Enfield (2002), Gomes (2006), Martines (2007), as quais, entre outros aspectos, aventam a hipótese de que o corpo humano constitui um dos pilares que orienta, mediante relações metafóricas, a construção de um conjunto de referências para designar inúmeros conceitos linguísticos, tais como: forma, função dos objetos, espaço, localização, comprimento, entre outros.

Biografia do Autor

Kênia Mara de Freitas Siqueira, Universidade Estadual de Goiás (UEG – Unidade Pires do Rio).
Mestre e doutoranda em Linguística pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Professora de Linguística do quadro efetivo da Universidade Estadual de Goiás (UEG – Unidade Pires do Rio).
Como Citar
Siqueira, K. (1). NOMES DE PARTES EM FUNÇÃO CLASSIFICADORA: ÂMBITO DE ANÁLISE DO SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO NOMINAL AKWE-XERENTE. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 1(1), 61-79. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/4516
Seção
Linguística