NOTAS CONTRA O ESQUECIMENTO

UMA BIOGRAFIA POLÍTICA DE BERNARDO ÉLIS

  • Pauliane de Carvalho Braga Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) / Instituto Cultural e Educacional Bernardo Élis Para os Povos do Cerrado (Icebe)

Resumo

Neste artigo, pretendo recuperar parte da trajetória política do escritor Bernardo Élis, que se filiou ao Partido Comunista do Brasil em 1944, mesmo ano em que iniciou sua carreira literária, com a publicação do livro de contos Ermos e Gerais. Após levantamentos bibliográficos e pesquisas em arquivos, ficou evidente que a militância comunista do autor tem sido eclipsada de sua biografia; por outro lado, uma metodologia adequada no trato da fonte literária, deve considerar algo tão relevante na corrente criadora do autor. Partindo desses dois pressupostos, buscarei reconstruir alguns pontos desse itinerário, em um esforço de registro histórico e de ampliação das possibilidades de leitura da obra bernardiana.

Palavras-chave: Bernardo Élis; Partido Comunista do Brasil; Camponês.

Biografia do Autor

Pauliane de Carvalho Braga, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) / Instituto Cultural e Educacional Bernardo Élis Para os Povos do Cerrado (Icebe)

Mestre em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pesquisadora do Projeto República: núcleo de pesquisa, documentação e memória/UFMG.Co-coordenadora do projeto Caminhão Museu/UFMG. Autora do livro Entre sertões: comunismo e campesinato na obra de Bernardo Élis (2019); e co-organizadora dos livros Sentimentos da terra: imaginação de reforma agrária, imaginação de república (2013) e Pensando a Democracia, a República e o Estado de Direito no Brasil (2019).

Publicado
2020-11-26