Palavra escrita, palavra digitada: a leitura na era digital

  • Raimundo Márcio Mota de Castro

Resumo

A escrita permitiu ao ser humano reconstruir sua cultura, sua história e ter acesso a informações sem necessariamente ter a presença dos interlocutores diante de si. Como processo humano a escrita sofre influencias da linguagem oral. Em tempos de avanços das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação, interrogamos como se pode perceber a apropriação da leitura e da escrita por discentes do Curso Superior de Tecnologia em Logística, em um campus da Universidade Estadual de Goiás? A fim de responder à questão da pesquisa objetivou-se analisar como os discentes de um curso tecnológico
apropriam-se da leitura e como essas apropriações interagem com a produção de suas escritas. Deste modo, empreendeu-se a pesquisa de abordagem qualitativa, exploratória, com procedimentos de pesquisa bibliográfica e de campo. Recorreu-se ao aporte teórico de Carr (2011), Veen; Vrakkng (2009); Santaella (2004); Levy (1999) entre outros. Concluiu-se que as novas gerações têm encontrado dificuldade de compreender o processo da aquisição da leitura e da escrita uma vez que em sua forma de pensar a contemplação e linearidade são consideras como modo improdutivo de vida, fato que impede, em
muitos casos, a percepção crítica da realidade.

Publicado
2019-06-05
Seção
Artigos