RAZÕES PARA AVALIAR CRIANÇAS COMO APRENDIZES DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

REFLEXÕES A PARTIR DE UMA PESQUISA-AÇÃO

  • Jordanah Schroder Fortes de Oliveira Universidade Católica de Brasília
  • Vanessa Borges-Almeida Universidade de Brasília

Resumo

O presente artigo é recorte de uma dissertação de mestrado que teve como objetivo discutir finalidades da avaliação de crianças como aprendizes de língua estrangeira, a partir de reflexões sobre o ensino/aprendizagem da língua inglesa na educação básica brasileira, particularmente no último ano do primeiro ciclo do Ensino Fundamental 1, quando as línguas estrangeiras ainda não fazem parte do currículo obrigatório. Apresentamos as características desenvolvimentais da criança nesse período e visitamos autores que tratam da avaliação de LE para crianças. Discutimos quatro possíveis razões para avaliar nesse contexto, relacionadas ao professor, ao aluno, à escola e aos pais. Por fim, problematizamos o uso da avaliação tradicional realizada por meio de provas escritas.

Publicado
2020-11-20
Seção
Dossiê: Práticas no ensino, na aprendizagem e na avaliação de LE nos anos inicia