ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO PARA O ENSINO DA LEITURA E ESCRITA: APROPRIAÇÕES DE ALFABETIZADORAS

APROPRIAÇÕES DE ALFABETIZADORAS

Resumo

No contexto educacional que recupera a discussão de alfabetização dando centralidade ao método fônico, como tem sido recorrentemente divulgado por representantes do Ministério da Educação, este artigo discute as concepções de seis professoras atuantes no Bloco Inicial de Alfabetização em duas escolas da rede pública de ensino do Distrito Federal. O objetivo é compreender suas apropriações teórico-metodológicas acerca do ensino da leitura, da escrita e do uso do livro didático de língua portuguesa do Programa Nacional do Livro e do Material Didático, e a forma como repercutem na organização do trabalho pedagógico em seus grupos-classe. A discussão resulta de pesquisa de abordagem qualitativa que utilizou entrevistas semiestruturadas para levantamento dos dados. Os resultados indicaram que as professoras: consideram a natureza do alfabetizar e letrar; empregam diferenciadas estratégias de intervenção pedagógica para atendimento a cada grupo de estudantes, também para o uso assistemático do livro, observando suas fragilidades e procurando saná-las; e priorizam o letramento em detrimento de atividades para a apropriação da escrita alfabética e consciência fonológica.

Publicado
2020-11-20
Seção
Tema livre