FATORES ASSOCIADOS AO AUTOCUIDADO DAS DOENÇAS CARDIOPULMONARES CRÔNICAS: REVISÃO INTEGRATIVA

  • Anna Beatriz Souza Ligorio Universidade Estadual de Goias
  • Krislainy de Sousa Corrêa Universidade Federal de Goias
Palavras-chave: Autocuidado, automanejo, cardiopatias, pneumopatias, cooperação do paciente

Resumo

Objetivo: Identificar os fatores associados ao autocuidado das doenças cardiopulmonares crônicas. Metodologia: Uma revisão integrativa da literatura com propósito de sintetizar as evidências produzidas sobre o tema. A busca foi realizada utilizando os descritores: Autocuidado, automanejo, cardiopatias, pneumopatias e cooperação do paciente, inseridos nas bases de dados Scielo, Pubmed, PEDro, Lilacs e Capes, publicados entre 2013 e 2020, nos idiomas português, inglês e espanhol. Após análise e seleção, foram incluídos 46 estudos. Resultados: Um melhor autocuidado foi correlacionado com um maior conhecimento da doença, mais comorbidades, monitoramento dos sintomas, vínculo empregatício, suporte social, motivação, crença no tratamento, espiritualidade, estratégias educativas e intervenções educacionais apropriadas. Um pior autocuidado associou-se à um maior índice de massa corporal, raça negra, viver sozinho, ansiedade e depressão e falta de empatia com a equipe. Conclusão: O processo do autocuidado é complexo e vários determinante podem influenciá-lo, entender esses fatores é necessário para realização de intervenções efetivas e identificação de grupos de risco para uma menor autogestão.

Publicado
2020-12-18
Como Citar
Ligorio, A. B., & Corrêa, K. (2020). FATORES ASSOCIADOS AO AUTOCUIDADO DAS DOENÇAS CARDIOPULMONARES CRÔNICAS: REVISÃO INTEGRATIVA. Movimenta (ISSN 1984-4298), 13(3), 427-440. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/movimenta/article/view/9564
Seção
Artigo de Revisão