AVALIAÇÃO DA FORÇA DE PREENSÃO MANUAL E DA INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

  • Pâmela Abreu Vargas Barbosa Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás-HC UFG / EBSERH
  • Krislainy de Sousa Corrêa Pontifícia Universidade Católica de Goiás
  • Thalissa Cristine de Melo Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Palavras-chave: Insuficiência cardíaca; funcionalidade; força muscular

Resumo

Objetivo: avaliar a força de preensão manual e nível de independência funcional de pacientes hospitalizados com insuficiência cardíaca descompensada. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal, com 30 pacientes com IC descompensados admitidos no pronto socorro e na clínica médica de um hospital público de grande porte. Os dados foram coletados por meio de uma ficha de avaliação clínica para registro de dados. Realizou-se avaliação da funcionalidade pelo índice de barthel. A força de preensão manual foi mensurada por dinamômetro hidráulico. Resultados: A força de preensão manual encontra-se preservada e superior à prevista (52,80 ± 23,00 vs 31,87 ± 6,20, p<0,05). O grau de dependência moderada foi representa por 18 (60%) da amostra. Houve correlação da FPM com o nível de independência funcional para as eliminações intestinais (r=0,5), eliminações vesicais (r=0,49), uso do vaso sanitário (r=0,40), deambulação (r=0,37), uso de escadas (r=0,48), e índice de barthel total (r=0,56) (p<0,05). A comparação entre os grupos perfil B e perfil C quanto a variáveis clínicas não apresentou diferença significativa. Conclusão: os indivíduos com IC descompensada apresentam grau de dependência de leve a moderada e força de preensão manual preservada, apresentaram correlação entre a FPM e nível de independência funcional. Entre os perfis B e C não há diferenças em relação índice de barthel e força de preensão manual.

Publicado
2021-05-14
Como Citar
Barbosa, P., Corrêa, K., & Melo, T. (2021). AVALIAÇÃO DA FORÇA DE PREENSÃO MANUAL E DA INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL EM PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA. Movimenta (ISSN 1984-4298), 14(1), 31-41. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/movimenta/article/view/11281
Seção
Artigo Original