Aprendizagem Invertida Aplicada ao Estudo da Disseminação de Notícias Falsas em Redes Sociais

Resumo

As notícias falsas disseminadas em redes sociais podem prejudicar significativamente as pessoas. O uso de uma estratégia de aprendizagem que apoie práticas pedagógicas com o intuito de ensinar as pessoas a identificar e se proteger de informações falsas é muito relevante. A aprendizagem invertida pode ajudar a promover a aprendizagem, o envolvimento do aluno, a colaboração e a interação. Essas estratégias aliadas ao uso de diretrizes especificas para identificação de notícias falsas em redes sociais pode ajudar o aluno a adquirir habilidades cognitivas relacionadas a resolução de problemas de ordem superior que contribua na identificação e verificação de noticias falsas em redes sociais. O objetivo do trabalho é promover um método que ajude os alunos do ensino superior a analisar e identificar notícias falsas em redes sociais por meio da aprendizagem invertida aliada a diretrizes e específicas para a identificação de notícias falsas. Foi realizado um estudo de caso, com um grupo de controle e um grupo de tratamento que comprovam a eficiência do uso da aprendizagem invertida no estudo da disseminação de notícias falsas em redes sociais.

Biografia do Autor

Anderson Cavalcante Gonçalves, Universidade Estadual de Goiás

Professor da Universidade Estadual de Goiás. Doutorando em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Mestre em Ciência da Computação pela UFG, Especialista em Segurança da Informação pela UFG, Graduado em Redes de Computadores pela Universidade Estadual de Goiás.

Deller James Ferreira, Universidade Federal de Goiás

Professora do Instituto de Informática da Universidade Federal de Goiás. Pós Doutora pela University of Exeter, Inglaterra. Doutora em Educação pela Universidade de Brasília, Mestre em Sistemas e Computação pelo Instituto Militar de Engenharia, IME, Graduada em Matemática pela Universidade Federal Fluminense.

Publicado
2020-07-17