Clivagem Social na Poesia Trovadoresca Galego Portuguesa de Escárnio e de Maldizer.

  • Wendel Souza Borges UFG/UFCAT

Resumo

O objetivo do presente estudo é uma abordagem histórica das relações interpessoais no período entre os séculos XII e XIV, com ênfase na clivagem social e sua inserção no discurso do Trovadorismo galego-português. De modo a investigar como a distinção das figuras do trovador, do jogral e do segrel representava socialmente as relações de poder que caracterizam a Idade Média. No intuito de alcançar resultados foi realizada a análise de cantigas satíricas presentes no livro Cantigas de escárnio e maldizer dos trovadores e jograis galego-portugueses, de Graça Videira Lopes, e ainda, recorrendo à base de dados on-line do projeto Littera, edição, atualização e preservação do património literário medieval português, organizado por Graça Videira Lopes e Manuel Pedro Ferreira, em acordo com os conceitos de representação social e história cultural. O estudo demonstrou que a relação de poder existente no cenário medieval e motivo de discórdia entre as classes, encontrava enlevo entre os artistas da época que, corroborando práticas sociais vigentes, provocavam o riso.

Publicado
2020-07-17