LENDO TIO PATINHAS PELAS LENTES DE SEUS CRÍTICOS: CARL BARKS, AGENTE IMPERIALISTA?

  • Weber Abrahão Júnior Mestrando em História na UFG, Regional Catalão
Palavras-chave: quadrinhos, Carl Barks, Dorfman e Mattelart, Thomas Andrae

Resumo

Este texto é um relatório de pesquisa, vinculado ao Mestrado Profissional em História da UFG, Regional Catalão. Consiste no levantamento de leituras da bibliografia da pesquisa, principalmente as fontes primárias, as obras completas de Carl barks para a Disney, e a crítica feita por Dorfman e Mattelart em Para Ler o Pato Donald, tendo como contraponto o trabalho de Thomas Andrae, Carl Barks and the Disney Comic Book - Unmasking the Mith of modernity, que ao dialogar com o livro dos chilenos, ilumina o debate e oferece novas perspectivas de leitura.

Biografia do Autor

Weber Abrahão Júnior, Mestrando em História na UFG, Regional Catalão
Bacharel em História e em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia. Mestrando em História pela UFG-Regional Cataalão
Publicado
2016-10-11
Seção
DOSSIÊ HISTÓRIA EM QUADRINHOS