Do letramento digital aos multiletramentos: reflexões sobre a ampliação de um conceito

  • Daniela Perri Bandeira (UEMG) Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais - Campus BH ( FaE/CBH/UEMG)
Palavras-chave: Letramento Digital. Novos Letramentos. Multiletramentos.

Resumo

Este artigo apresenta uma reflexão sobre quinze anos de estudos (2001-2016) realizados por mim na área do letramento digital. A partir dos resultados de minhas pesquisas de mestrado e doutorado, busco discutir a ampliação do conceito de letramento digital para multiletramentos. Discuto as aproximações e distanciamentos entre esses conceitos a partir dos resultados alcançados à época e questiono o que hoje pode-se considerar um indivíduo multiletrado. Os principais autores que norteiam esse estudo são Bakhtin (1992), Eco (1986), Soares (2002) e Rojo (2012, 2013).

Biografia do Autor

Daniela Perri Bandeira (UEMG), Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais - Campus BH ( FaE/CBH/UEMG)

Doutora em Educação (UFMG), foi professora do Curso de Letras da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Atualmente é professora na Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais - Campus BH ( FaE/CBH/UEMG). Participante do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação e Linguagem - NEPEL/UEMG. CV: http://lattes.cnpq.br/0732964766122807E-mail: perribandeira.daniela@gmail.com.

Publicado
2018-10-01
Como Citar
Perri Bandeira (UEMG), D. (2018). Do letramento digital aos multiletramentos: reflexões sobre a ampliação de um conceito. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 9(1), 82-94. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/5744
Seção
Linguística