DIFERENÇAS E PREFERÊNCIAS NO LÉXICO DA IMPRENSA BRASILEIRA E DA PORTUGUESA

  • Mariana Giacomini Botta Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Palavras-chave: Lexicologia. Semântica lexical. Sociolinguística. Textos jornalisticos.

Resumo

Neste trabalho é realizada uma análise lexicológica das unidades lexicais encontradas em textos de dois veículos de comunicação eletrônicos escritos em língua portuguesa, relacionados a jornais de circulação nacional no Brasil e em Portugal. Também é feito um estudo comparativo dos usos das mesmas unidades nos dois veículos, com o objetivo de assinalar algumas das principais diferenças e das preferências das comunidades dos dois países nos empregos das unidades lexicais disponíveis na língua portuguesa contemporânea. Foram recolhidos da internet textos do diário “Correio da Manhã”, de Lisboa (<http://www.correiomanha.pt/>), e do site brasileiro “Folha Online”, página do jornal “Folha de São Paulo” na Internet (<http://www.folha.uol.com.br/>). Dos textos selecionados foram destacadas as unidades lexicais que apareceram exclusivamente em um dos dois veículos de imprensa. As mesmas foram submetidas a uma análise léxico-semântica e também a uma análise comparativa. Foram utilizados na análise dicionários de língua portuguesa produzidos no Brasil e em Portugal. Um dos objetivos foi delimitar os campos semânticos destas unidades, com a finalidade de compreender a opção pela utilização de cada uma em detrimento de outras palavras disponíveis na língua. Num segundo momento foram comparados textos que narravam o mesmo fato, e foi analisada a diferenciação na seleção lexical, denominada aqui como “preferência”. 
Como Citar
Botta, M. (1). DIFERENÇAS E PREFERÊNCIAS NO LÉXICO DA IMPRENSA BRASILEIRA E DA PORTUGUESA. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 2(1), 117-130. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/5408
Seção
Linguística