A “visão com” André: narrador e foco narrativo em Lavoura arcaica

  • Cristiane Fernandes Silva Universidade Federal de Goiás (UFG)
Palavras-chave: Raduan Nassar. Lavoura arcaica. Narratologia. Narrador. Foco narrativo.

Resumo

O presente estudo apresenta uma interpretação da obra Lavoura arcaica, de Raduan Nassar, acerca dos elementos narrador e foco narrativo, averiguando de que maneira o discurso produzido e controlado por uma fonte produtora, a memória do narrador, constrói a organização do texto. Baseado nos pressupostos da narratologia, o artigo demonstra o modo como o protagonista André manipula e conduz toda a narrativa por meio da caracterização de tempo, espaço e personagens. Ao longo do trabalho foram utilizadas as teorias de Genette sobre as categorias de narrador e tempo, a de Bachelard para o espaço e, por fim, a de Pouillon para a caracterização do foco narrativo.

Biografia do Autor

Cristiane Fernandes Silva, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Mestranda em Estudos Literários pelo Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Como Citar
Silva, C. (1). A “visão com” André: narrador e foco narrativo em Lavoura arcaica. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 3(2), 401-414. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/5365
Seção
Teoria Literária