Anne Dacier, a tradutora francesa dos clássicos gregos e latinos

  • Narceli Piucco Universidade Federal de Santa Catarina.
Palavras-chave: Anne Dacier. Historiografia da tradução. Les Comédies de Terence.

Resumo

Neste artigo, buscou-se relatar sobre a vida e a obra da tradutora e escritora francesa Anne Dacier (1647-1720), a fim de ilustrar o seu importante trabalho de tradução dos clássicos gregos (Ilíada e Odisséia) e latinos (Plauto e Terêncio), em uma época em que o mundo literário era composto predominantemente por homens. Mme Dacier deixou registros das suas estratégias e escolhas tradutórias em prefácios e notas extensas que fez às obras. Para este artigo, o prefácio da sua tradução francesa Les comédies de Terence (1683) foi parcialmente traduzido para o português, exemplificando algumas dessas estratégias e revelando, por assim dizer, a concepção da tradução por ela escolhida.

 

Biografia do Autor

Narceli Piucco, Universidade Federal de Santa Catarina.

Doutoranda na Pós-Graduação em Estudos da Tradução (PGET), Universidade Federal de Santa Catarina.

Como Citar
Piucco, N. (1). Anne Dacier, a tradutora francesa dos clássicos gregos e latinos. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 3(1), 111-124. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/5360
Seção
Linguística