Terpsícore: dançando diante de meus olhos

  • Benito Petraglia Universidade Federal Fluminense (UFF)
Palavras-chave: Olhar. Metáfora. Linguagem plástica. Machado de Assis.

Resumo

O autor examina o conto “Terpsícore”, de Machado de Assis, a partir da regência do olhar e de sua linguagem plástica. O emprego de expressões ou metáforas concretizantes não é exclusividade de "Terpsícore". Elas são empregadas também em outras obras do escritor. No entanto, a profusão de tais expressões e metáforas nesse conto lhe confere um traço característico de linguagem: sua visualidade. Estabelece-se, assim, uma homologia entre forma e conteúdo, isto é, entre aquela característica de linguagem e as manifestações do olhar, como a dança e as aspirações do desejo sensual. São considerados ainda os aspectos sociais. 

Biografia do Autor

Benito Petraglia, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Doutorando em Letras pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal Fluminense (UFF), sob orientação do Prof. Dr. Paulo Bezerra. Email: betra@ig.com.br.
Como Citar
Petraglia, B. (1). Terpsícore: dançando diante de meus olhos. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 4(2), 341-352. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/5296
Seção
Teoria Literária