Praz, Ponce, Performance Studies e Performance Art: três abordagens em três tempos nas relações Literatura e Dança

  • Márcio Pizarro Noronha Universidade Federal de Goiás (UFG)
Palavras-chave: Dança. Literatura. Performance. Dolores Ponce. Mario Praz.

Resumo

O artigo apresenta e investiga três sistemas de análise das relações entre Literatura e Dança. O primeiro deles é o clássico de Mario Praz, adaptado para o estudo da dança. O segundo é o de Dolores Ponce que utiliza o alfabeto do movimento de Ann Hutchinson. E o terceiro diz respeito a uma interlocução com o campo da performance art e da performance studies. O objetivo deste artigo é de cunho teórico-metodológico e busca atualizar e cruzar os três sistemas de análise e interpretações das relações entre as linguagens, as mídias, as materialidades e as artes. Partindo das teses de Praz, chega-se ao sistema proposto por Ponce, num diálogo com a obra de Gillo Dorfles. A partir de Ponce, observamos dois aspectos relacionados ao campo dos estudos da performance, levando a um novo nível de relações entre linguagens. 

Biografia do Autor

Márcio Pizarro Noronha, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Doutor em Antropologia pela Universidade de São Paulo (USP). Doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Docente da Universidade Federal de Goiás (UFG). Professor e pesquisador do PPG História (M/D) - UFG. Líder do GP CNPq Interartes Processos e Sistemas Interartísticos e Estudos de Performance e Vice-Líder do GP CNPq Literatura e Cultura Contemporâneas. E-mail: pizarronoronha@gmail.com.

Como Citar
Noronha, M. (1). Praz, Ponce, Performance Studies e Performance Art: três abordagens em três tempos nas relações Literatura e Dança. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 7(2), 237-254. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/4802