A exaltação da mulher nas cantigas de Santa Maria

  • Márcia Maria de Melo Araújo Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Elenir Batista de Souza Carvalho Universidade Estadual de Goiás (UEG)
Palavras-chave: Cantigas de Santa Maria. Afonso X. Imagem da mulher. Idade Média.

Resumo

Este artigo analisa algumas Cantigas de Santa Maria de autoria de Afonso X, O Sábio, com o objetivo de evidenciar a exaltação da mulher, que pode ser comparada à Virgem Maria. No plano discursivo das composições, por exaltar e contemplar a virgem de maneira sagrada, muitas vezes distanciada, como nas cantigas de amor, e muitas vezes na promessa do retorno das cantigas de amigo, o trovador remete o ouvinte/leitor para a imagem da sociedade daquela época. Trata-se do entendedor (amante) de uma dama a quem deseja amar de forma fiel e exclusiva, à qual está ligado por um vínculo de serviço e à espera de um galardão ou recompensa. No plano ideológico, ao reunir no seu cancioneiro um conjunto de composições em louvor à Virgem, o rei demonstra uma tendência para a liberalização das relações interpessoais e para a correção de comportamentos, vícios e abusos de poder. Assim, ao descrever o sentimento de agradecimento à Virgem, o Rei Sábio modela a figura feminina conforme seus interesses e condição social. 

Biografia do Autor

Márcia Maria de Melo Araújo, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Doutora em Estudos Literários pela Universidade Federal de Goiás. Professora da Universidade Estadual de Goiás. Líder do Grupo de Estudo e Pesquisa em Literaturas de Língua Portuguesa (GEPELLP). Membro da Associação Brasileira de Estudos Medievais (ABREM). E-mail: marcimelo@ gmail.com.

Elenir Batista de Souza Carvalho, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Graduada em Letras Português/Inglês e suas respectivas literaturas pela Universidade Estadual de Goiás. Especializanda em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Goiás. E-mail: annasofiaguimaraes@hotmail.com.

Como Citar
Araújo, M. M., & Carvalho, E. (1). A exaltação da mulher nas cantigas de Santa Maria. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 7(2), 307-328. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/4798