ESPANHA (GÊNESE DE UMA REVOLUÇÃO): A ARQUEOLOGIA DA ESPANHA EM ARMAS

  • Antón Corbacho Quintela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás (FL/UFG)
Palavras-chave: Álvaro de las Casas. Guerra Civil espanhola.

Resumo

No outono de 1937, o escritor galego – espanhol – Álvaro de las Casas, recém chegado ao seu exílio no Brasil, publicou, no Rio de Janeiro, o ensaio Espanha (gênese de uma revolução). Tratava-se da apresentação, perante os possíveis leitores brasileiros interessados em conhecer as causas da Guerra Civil espanhola, de uma detalhada reconstrução dos fatos que desembocaram no enfrentamento fratricida entre espanhóis. Com tal propósito, o autor remontou-se à desestruturação
da sociedade espanhola provocada pela invasão francesa de 1808. O que se pretende neste artigo é dar visibilidade a um texto que, com acerto, acabou prognosticando, no Brasil, que o conflito entre as duas Espanhas só acabaria quando um dos dois bandos conseguisse exterminar, sem assomos de piedade, o contrário.

Biografia do Autor

Antón Corbacho Quintela, Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás (FL/UFG)
Doutor em Filologia Galega pela Universidade de Santiago de Compostela (Espanha). Professor efetivo de literaturas em língua espanhola da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás (FL/UFG).
Como Citar
Quintela, A. (1). ESPANHA (GÊNESE DE UMA REVOLUÇÃO): A ARQUEOLOGIA DA ESPANHA EM ARMAS. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 1(1), 183-196. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/4567
Seção
Teoria Literária