As práticas educacionais do presente: o apagamento da diversidade a partir de uma perspectiva ecolinguística do discurso

  • Lorena de Araújo Oliveira Borges Universidade de Brasília (UnB/NELIM)
Palavras-chave: Ecolinguística. Análise do discurso ecológica, Escolas tradicionais, Escolas do futuro.

Resumo

Após apresentar os conceitos básicos da Ecolinguística e da Análise de Discurso Ecológica, juntamente com uma de suas fontes, a Ecologia Profunda, este artigo tem por objetivo mostrar que há um apagamento da diversidade dos métodos de ensino a partir dos enunciados colocados em circulação pela matéria da revista SuperInteressante. Mostra ainda que há uma necessidade de se vincular as instituições do futuro às instituições tradicionais. O autor da matéria tenta estabelecer as semelhanças entre elas, promovendo um apagamento exatamente daquilo que garante que esse ecossistema se desenvolva plenamente, ou seja, a diversidade de ideias propostas por essas instituições. A possibilidade diversidade de métodos é o que permitiria repensar o sistema educacional com mais facilidade.

Biografia do Autor

Lorena de Araújo Oliveira Borges, Universidade de Brasília (UnB/NELIM)

Atua como professora formadora no Curso EaD África Arte-Educação: Construção de objetos pedagógicos. Doutoranda em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade de Brasília. Pesquisadora do Núcleo de Pesquisa NELIM - Núcleo de Estudos de Ecolinguística e Imaginário, cadastrado no CNPQ. E-mail: lorenaaoborges@gmail.com 

Como Citar
Borges, L. (1). As práticas educacionais do presente: o apagamento da diversidade a partir de uma perspectiva ecolinguística do discurso. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 7(1), 157-167. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/4458