Fantástico e amor romântico em “Os amigos dos amigos”, de Henry James

  • Ana Luíza Duarte de Brito Drummond Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Fantástico, Amor romântico, Duplo

Resumo

Este trabalho faz uma análise de “Os amigos dos amigos”, de Henry James, procurando perceber como se configuram o “fantástico” e o “amor romântico” nesse conto. Para isso, as discussões sobre o “duplo” e sobre as ambiguidades jamesianas integram este trabalho ao darem sustento à argumentação. Utilizamos a teoria de Remo Ceserani em O fantástico para a abordagem do modo fantástico e as considerações de Jorge Luis Borges, Otto Maria Capeaux, Italo Calvino e Wayne C. Booth sobre algumas as particularidades de Henry James presentes nesse conto.

Biografia do Autor

Ana Luíza Duarte de Brito Drummond, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Mestranda em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Licenciada em Língua Portuguesa e Bacharel em Estudos Literários pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).
Como Citar
Drummond, A. L. (1). Fantástico e amor romântico em “Os amigos dos amigos”, de Henry James. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 6(2), 315-330. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/3545
Seção
Teoria Literária