Classes de palavras, tipos de predicados e sua relação com a intransitividade cindida em Guajá

  • Marina Maria Silva Magalhaes Universidade de Brasília (UnB)
  • Ana Cristina Rodrigues de Mattos Universidade de Brasília (UnB)
Palavras-chave: Línguas indígenas, Família Tupí-Guaraní.Guajá, Intransitividade cindida

Resumo

Neste trabalho defendemos, por meio de metodologia e referencial teórico funcional tipológico, o caráter cindido da intransitividade verbal na língua Guajá e discutimos se é válida a proposta de se estender a interpretação da cisão da intransitividade aos predicados como um todo, incluindo aqueles que têm como núcleo nomes. Para isso, esclarecemos primeiramente a diferença entre as classes lexicais nomes e verbos e apresentamos os diferentes tipos de predicados do Guajá, sua marcação de pessoa e o status formal dos seus participantes. Ao se comparar as estruturas argumentais nominais e verbais (e posposicionais) explorando as suas semelhanças, enfatizamos o paralelismo que estas classes exibem de acordo com a presença ou não de um marcador de pessoa referente a um argumento interno, sem deixar de explicitar as diferenças morfossintáticas que distinguem nomes de verbos na língua. Tais esclarecimentos subsidiam a proposta de que o Guajá ilustra um tipo de intransitividade cindida ainda não descrito em estudos anteriores: uma cisão ativa/não-ativa que se correlaciona com a distinção inergativo/inacusativo.

Biografia do Autor

Marina Maria Silva Magalhaes, Universidade de Brasília (UnB)
Universidade de Brasília; Brasília-DF, Brasil; CEP: 70910-900.
Ana Cristina Rodrigues de Mattos, Universidade de Brasília (UnB)
Universidade de Brasília; Brasília-DF, Brasil; CEP: 70910-900.
Como Citar
Magalhaes, M., & Mattos, A. (1). Classes de palavras, tipos de predicados e sua relação com a intransitividade cindida em Guajá. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 6(2), 251-284. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/3542
Seção
Linguística