Mentiras e desculpas: construção identitária do brasileiro e suas implicações na aprendizagem do português como segunda língua para estrangeiros

  • Adriana Albuquerque Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
Palavras-chave: Português para Estrangeiros, Mentiras e desculpas, Construção identitária

Resumo

Este trabalho descreve e analisa  os processos pelos quais são produzidas e compreendidas as estratégias discursivas que envolvem mentiras e desculpas no português do Brasil, em uma perspectiva relacionada à construção da identidade sociocultural do brasileiro, sob o ponto de vista de estudantes universitários estrangeiros e brasileiros. Objetiva-se verificar as implicações funcionais que este tipo de estrutura linguística manifesta no ambiente pedagógico relativo ao ensino e à aprendizagem do português como segunda língua para estrangeiros (PL2E). Os referenciais teóricos utilizados nesta pesquisa, ainda em fase de desenvolvimento, são advindos de três áreas de estudo: a Sociolinguística Interacional, o Interculturalismo e a Antropologia Social.

Biografia do Autor

Adriana Albuquerque, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
Doutora em Estudos da Linguagem. Vinculada como professora adjunta, colaboradora, do Departamento de Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).
Como Citar
Albuquerque, A. (1). Mentiras e desculpas: construção identitária do brasileiro e suas implicações na aprendizagem do português como segunda língua para estrangeiros. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 6(1), 41-66. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/3463
Seção
Linguística