As políticas educacionais da formação do professor na década da educação no Brasil

  • Silvair Félix dos Santos Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Alexandre Ferreira da Costa Universidade Federal de Goiás (UFG)

Resumo

Este artigo tem como objetivo interpretar as concepções das políticas educacionais da formação do professor na Década da Educação no Brasil à luz da Análise do Discurso presente na literatura acadêmica. Apresenta um viés metodológico qualitativo e situa-se no campo teórico da Análise do Discurso, em que procuramos nos orientar por uma concepção discursiva que pudesse demonstrar os objetos discursivos, as relações e o lugar de aparecimento de um “novo” processo de formação do professor no período da década da educação brasileira de 1997 a 2007. Por meio das concepções de sujeito, de dialogia, de gêneros, da relação entre sujeito e o outro em Bakhtin (1993), das Ordens de Discurso, do processo de produção, distribuição e consumo em Fairclough (2001), de enunciados, formação dos discursos e da constituição de formação discursiva em Foucault (2007), dialoga-se com o mapeamento das normas sobre a formação de professor nos discursos refratados na produção das regulamentações. Os dados analisados nessa pesquisa indicam que não há uma política para a formação de um sujeito-profissional-professor com um formato específico e acabado, porém existem ações e dispositivos normativos que direcionam para uma determinada “formação de professor”.

Biografia do Autor

Silvair Félix dos Santos, Universidade Estadual de Goiás (UEG)
Mestre em Linguística pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e professor do curso de Letras da Universidade Estadual de Goiás (UEG - Anápolis).
Alexandre Ferreira da Costa, Universidade Federal de Goiás (UFG)
Professor Adjunto da Faculdade de Letras e do programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística da Universidade Federal de Goiás (UFG). Doutor em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).
Como Citar
Santos, S., & Costa, A. (1). As políticas educacionais da formação do professor na década da educação no Brasil. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 5(1), 101-125. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/vialitterae/article/view/2605
Seção
Linguística