LITERATURA INFANTIL E TRADIÇÃO PEDAGÓGICA

O CASO DE “A BELA ADORMECIDA”

  • Mirian Lorena Marques Silva Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Samuel Carlos Melo Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Resumo

Este trabalho tem como objetivo efetuar uma análise comparativa dos contos "Sol, Lua e Tália" (1634), de Giambattista Basile (1566 - 1632), e “A Bela Adormecida” (1812), de Jacob Grimm (1785-1863) e Wilhelm Grimm (1786/1859), no intuito de observar marcas da origem da Literatura Infantil como instrumento de manutenção dos valores burgueses. Apoiando-se, principalmente, nas obras de Candido (1999), Zilberman (1987) e Coelho (1991), o artigo foi dividido em três capítulos. O primeiro procura estabelecer uma discussão sobre o estatuto da Literatura Infantil. No segundo, trata-se das relações entre Literatura e Ensino. No terceiro, efetua-se a comparação entre os contos.

Palavras-chave. Literatura Infantil. Adaptações. Ensino.

Biografia do Autor

Mirian Lorena Marques Silva, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

 

 

 

Samuel Carlos Melo, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

 

 

 

Publicado
2021-12-12