AS POTENCIALIDADES DA HISTÓRIA E GEOGRAFIA NAS MOBILIZAÇÕES DO POVO INDÍGENA XUKURU DO ORORUBÁ (PESQUEIRA E POÇÃO/PE NO NORDESTE DO BRASIL).

CONTRIBUIÇÕES DA EDUCAÇÃO CARTOGRÁFICA PARA OS INDÍGENAS

  • Brenda Martoni Mansur Corrêa da Costa Cap/UFPE

Resumo

O presente trabalho propôs uma análise histórica desde os primeiros registros sobre o povo indígenas Xukuru do Ororubá até a atualidade, buscando compreender as expressões socioculturais, religião, a forma de organização social, processos de colonização, invasões, expulsão das terras provocadas pelos fazendeiros e a retomada do território pelos indígenas. Relacionando a importância do ensino de Geografia em específico a produção cartográfica construída pelo povo Xukuru do Ororubá, para fortalecer as mobilizações, nas relações sujeito espaço sendo mais estreita possibilitando ver o território, não só como uma porção de terras, mas sim a uma territorialidade, e, portanto um espaço de reprodução sociocultural, de memórias e significados, onde o passado vive no presente e no futuro. Compreendendo o papel da educação segundo o Plano Curricular Nacional Indígena (PCNI) propondo a valorização sociocultural considerando e respeitando as memorias, os processos socioculturais e as relações de topofilia, legitimadas na produção cartográfica em diferentes gerações e fortalecendo as reivindicações desse povo historicamente em disputas com os colonizadores, latifundiários e fazendeiros invasores.

Publicado
2021-10-28