MONITORAMENTO DA VAZÃO DO RIBEIRÃO SANTO ANTÔNIO NO MUNICÍPIO DE IPORÁ (GO) PELO MÉTODO DO VERTEDOR RETANGULAR

  • Derick Martins Borges de Moura Universidade Federal de Goiás
  • Ivanilton José de Oliveira Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Diego Tarley Ferreira Nascimento Universidade Federal de Goiás (UFG) https://orcid.org/0000-0002-0420-3636

Resumo

Considerando a necessidade de conhecer o comportamento hidrológico do Ribeirão Santo Antônio, o objetivo desse artigo é o monitoramento da vazão do referido manancial nos anos de 2017, 2018 e 2019. Os resultados das medições podem fornecer dados que contribuam para diferentes usos pelos órgãos do poder público, bem como para a comunidade em geral. Para isso foi utilizado o método de medição de vazão em vertedores retangulares, conforme a fórmula de Francis (1868) usada no aplicativo H2O Mobile. Foi utilizado uma régua linimétrica instalada no vertedor retangular da estação de captação da empresa de saneamento do estado de Goiás – SANEAGO S/A para medir as cotas do nível d’água. O trabalho foi dividido em campanhas de campo para medições de vazão de forma mensal ao longo dos três anos. Pode-se constatar no período de monitoramento, que o mês de menor vazão foi outubro/2017 e o de maior vazão foi o de março/2019. Foi constatado que em média as vazões permanecem altas nos meses de janeiro a março e baixas no final de agosto, todo o mês de setembro e outubro, e começo de novembro.

Palavras-chave: Monitoramento da vazão. Ribeirão Santo Antônio. Vertedor retangular.

Biografia do Autor

Ivanilton José de Oliveira, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Professor no Instituto de Estudos Socioambientais (IESA), da Universidade Federal de Goiás (UFG)

Diego Tarley Ferreira Nascimento, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Professor no Instituto de Estudos Socioambientais (IESA), da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Publicado
2020-09-02
Seção
Artigos