A revolta dos índios de Reritiba: conflitos e disputas políticas em um aldeamento do Espírito Santo (1742-1758)

  • Luís Rafael Araújo Corrêa Colégio Pedro II

Resumo

Resumo: O presente artigo tem como objetivo analisar a revolta dos índios ocorrida no aldeamento de Reritiba, Espírito Santo, em meados do século XVIII. Considerando o protagonismo indígena, a conturbada relação entre os índios e os missionários, bem como a interação do aldeamento com a sociedade envolvente, busca-se desvendar a complexa realidade que propiciou o conflito.

Palavras-chave: Revolta indígena. Espírito Santo. Jesuítas.                

Biografia do Autor

Luís Rafael Araújo Corrêa, Colégio Pedro II
Graduado em História pela Universidade Federal Fluminense, tendo atuado como bolsista de iniciação científica durante esse período. Mestre em História Social pela Universidade Federal Fluminense e Doutor em História Social pela mesma universidade. Atualmente é professor do Colégio Pedro II e coordenador de História do campus Duque de Caxias.
Publicado
2017-07-13
Como Citar
Corrêa, L. (2017). A revolta dos índios de Reritiba: conflitos e disputas políticas em um aldeamento do Espírito Santo (1742-1758). Revista De História Da UEG, 6(1), 24-49. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/6257
Seção
Artigos (Tema Livre)