LETRAMENTO ACADÊMICO EM CONTEXTOS DIGITAIS: percepções de professores de línguas em formação

  • Ubiraci Wictovik do Nascimento UEG
  • Carla Conti de Freitas UEG

Resumo

Resumo

Neste artigo, temos o objetivo de analisar as percepções dos alunos do 4º período do curso de Letras de uma instituição pública, acerca da linguagem em contexto digital tendo em vista o letramento acadêmico frente ao ensino remoto emergencial. Assim, foram elencadas algumas questões que motivaram a realização deste trabalho: Como se estabelece a prática de letramento acadêmico no contexto digital no período das atividades remotas? Em que sentido a prática de letramento acadêmico no contexto digital pode refletir na formação de professores de línguas? Esta pesquisa é de abordagem qualitativa interpretativista, tendo como base de estudo a Netnografia. Para a construção dos dados, consideramos os seguintes instrumentos: (i) observação direta, de forma virtual, (ii) um questionário com questões fechadas e de múltiplas escolhas e questões discursivas relacionadas às práticas de escrita acadêmica dos participantes; (iii) postagens dos participantes na sala de aula virtual. O estudo foi realizado a partir de atividades remotas emergenciais em decorrência da Covid-19, tendo como suporte a plataforma Google – Classroom, Meet, Forms. Como embasamento teórico, elencamos os estudos de Coscarelli (2005), Rojo (2013), Freitas (2021). Nesse contexto pandêmico, os gêneros  digitais serviram de suporte para as atividades de ensino e com uso da linguagem digital, novos gêneros digitais foram exigidos, mostrando que há outras modalidades de texto legitimadas pelos acadêmicos. Contudo, percebemos que é um pouco cedo para afirmar, negar ou sugerir mudanças no ensino universitário, mas acreditamos que seria interessante repensarmos os gêneros acadêmicos exigidos a partir deste novo contexto.

Palavras-chave: Atividades Remotas. Cultura Digital. Letramento Acadêmico. Letramento Digital. Letramento Transmedia.

 

Publicado
2021-12-23
Seção
Tema livre