O (re)significar do sujeito suicida ditados pelo/no corpo

  • PATRÍCIA APARECIDA DA SILVA unemat

Resumo

Resumo: Eleger o suicídio como temática para minha pesquisa de doutorado me possibilita pensar, por um viés analítico, as relações de aversões/inversões do sujeito suicida com o seu corpo, pois o ritual do sujeito com o seu corpo marca-se por um funcionamento que se acentua a partir de uma dupla inquietação: a do corpo submetido e a do corpo desviante. Nas palavras de Azevedo (2013, p. 21) [...] por um lado, a subordinação do corpo à regra e à norma [...], por outro lado [o corpo impelido] incessantemente pelo desvio, pela anormalidade e pelo caráter de ilegalidade presente nesse tipo de celebração contemporânea [...]. [Trata-se dos [...] modos como os investimentos ideológicos disciplinam e subordinam o corpo do sujeito, [através de] formas como o poder, o Estado, o direito [que] coagem o corpo, insinuam-se nele produzindo marcas, cicatrizes e suturas [...]. Logo, se faz necessário explicitar a nascedura deste corpo; como se instituiu ao longo do tempo, enquanto social e individual, por exemplo, se pensarmos a partir da Idade Média, tem o religioso Santo Tomas de Aquino, que rompeu laços com filosofia aristotélica e uniu alma e corpo em um só composto substancial, ou seja, o corpo que é educado se transforma em santuário da alma, o que revela a supremacia da alma sobre o corpo. Palavras-chave: Nomeações; Discurso; Efeitos de sentido; Abstract: Choosing suicide as the theme for my doctoral research allows me to think, through an analytical bias, of the relationships of aversions / inversions of the suicidal subject with his body, because the subject's ritual with his body is marked by a functioning which is accentuated from a double concern: that of the submitted body and that of the deviant body. In the words of Azevedo (2013, p. 21) [...] on the one hand, the subordination of the body to the rule and norm [...], on the other hand [the impelled body] incessantly by deviation, abnormality and due to the character of illegality present in this type of contemporary celebration [...]. [It is about the [...] ways in which ideological investments discipline and subordinate the subject's body, [through] ways in which power, the State, the law [which] coerce the body, insinuate themselves in it by producing marks , scars and sutures [...]. Therefore, it is necessary to explain the birth of this body; as it was instituted over time, as a social and individual, for example, if we think from the Middle Ages, there is the religious Saint Tomas de Aquino, who broke ties with Aristotelian philosophy and united soul and body in one substantial compound, or that is, the body that is educated becomes a sanctuary for the soul, which reveals the supremacy of the soul over the body. Keywords: Appointments; Speech; Sense effects;

Publicado
2022-02-04
Seção
Dossiê Novo Normal (?): Artes e Diversidades em isolamentos