A REPRESENTAÇÃO DO BRASIL NA PANDEMIA DA COVID-19 NA FOLHA DE SÃO PAULO

UM ESTUDO DA TRADUÇÃO BASEADO EM CORPUS

  • Jessica Tomimitsu Rodrigues Unioeste

Resumo

Com a crescente visibilidade e a urgência da disseminação de informações a respeito da COVID-19, a atividade tradutória emerge em evidência. Buscamos delinear como o Brasil tem sido representado no cenário mundial da pandemia, a partir dos corpora compostos pelas publicações originais da Folha de São Paulo online e as suas versões traduzidas para Língua Inglesa no período de 15 de março a 15 de junho. Amparados pelos Estudos da Tradução Baseados em Corpus (ETCB), nossa compilação dos corpora computadorizados atentou a quatro aspectos: autenticidade, linguagem em condições naturais, o objetivo da proposta e representatividade, conforme Berber-Sardinha (2004). Para processamento de dados, o programa WordSmith Tools 8.0 foi utilizado, possibilitando uma análise estatística, com a ferramenta WordList, que elencou as palavras: Casos, Mortes, Brasil, Bolsonaro, Saúde, Coronavírus, Presidente, País, Covid, Ministério como as mais recorrentes na representação do Brasil nas notícias publicadas e traduzidas pela Folha de São Paulo online. A divergência da listagem entre Texto Original (TO) e Texto Traduzido (TT) ocorreu na classificação de ocorrência, porém, com os mesmos onze vocábulos. Assim, com a Linguística de Corpus provendo uma abordagem teórico-metodológico (BERBER-SARDINHA, 2004), as comparações entre os dois idiomas revelam comportamentos nas condições naturais, não manipuladas, das notícias, em que, apesar da simplificação (BAKER, 1996) identificada no TT, não houve divergências expressivas quanto ao conteúdo veiculado.

Publicado
2021-11-22
Seção
Dossiê Novo Normal (?): Artes e Diversidades em isolamentos