O PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA (PMCMV) E SEUS DESDOBRAMENTOS NA CIDADE DE ANÁPOLIS-GO:

UMA AVALIAÇÃO A PARTIR DOS EMPREENDIMENTOS RESIDENCIAIS FAIXA 1

  • Ana Emília Faleiro Mamedes Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Estadual de Goiás, Campus Central Anápolis (GO)
  • Gabrielle Maciel de Souza Discente do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Goiás, Campus Central Anápolis (GO)
  • Bruno Bomfim Moreno Mestre em Geografia e Docente do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Goiás, Campus Central Anápolis (GO)

Resumo

Resumo: O Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV) construiu para a faixa 1, em Anápolis-GO, 4.461 unidades habitacionais distribuídas em treze empreendimentos de tipologia vertical ou horizontal, inseridos em áreas diversas da cidade. O objetivo deste trabalho, nesse sentido, é esboçar uma análise acerca de cinco (Residenciais Copacabana I, II e III, Nova Aliança, Leblon, Servidor e São Cristóvão) dos treze empreendimentos destinados à faixa 1 do PMCMV, levando em consideração três escalas analíticas: inserção urbana, implantação e unidade habitacional. A avaliação desses empreendimentos foi realizada a partir de trabalhos de campo, levantamento fotográfico e entrevistas com os moradores, de forma que se procurou compreender em que medida os desdobramentos do programa na cidade de Anápolis reproduziu ou trouxe novos elementos para se pensar a produção habitacional e a produção da cidade.

Palavras-chave: Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV); Habitação de Interesse Social; Anápolis-GO.

Publicado
2020-07-20
Seção
Artigos