ESPAÇOS, LUGARES, TERRITÓRIOS: MULTIPLICIDADES FACE AO MAPA MENTAL E À DESIGNAÇÃO TOPONÍMICA

  • Kenia Mara de Freitas Siqueira

Resumo

O objetivo deste estudo é refletir sobre o que caracteriza um mapa mental, tomado como rizoma que tem como algumas de suas entradas um topônimo. Para tanto, faz-se uma revisão de termos relacionados tais como: espaço, lugar, território, ou seja, termos cujo escopo semântico remete à noção de “lugar” pautado principalmente em Santaella (2007), Tuan (1983), Siqueira (2015), Deleuze; Gattari (2000). Vincula-se também aos pressupostos da linguística ecossistêmica no sentido de delinear as dimensões do mapa mental e das possibilidades de descrevê-lo nos agenciamentos que efetiva não operarem na dicotomia, mas na multiplicidade, posto que a linguagem faz rizoma com a cultura e os topônimos configuram esses rizomas não como decalque, mas como mapas inteiramente voltados para as experiências ancoradas no real.

Publicado
2022-02-18