O PAPEL DOS NEGROS NA CONSTRUÇÃO DO BRASIL

  • Karen Cristina de Fatima Guedes Albino UFU

Resumo

A abolição da escravatura em 13 de maio de 1888 significou não somente a libertação dos escravizados, que há séculos eram traficados e obrigados a trabalhar compulsoriamente no Brasil, mas também o início de uma nova fase de segregação social e cultural dos negros, que repercute até os dias atuais. É comum a crença de que não existe racismo no Brasil, ainda que ele esteja presente nas suas obras literárias mais célebres, na fala de representantes do povo, na forma como as instituições funcionam e até mesmo nos discursos antirracismo. Embora os negros tenham sido amplamente explorados em todos os projetos de construção do Estado brasileiro, seja em forma de mão de obra, seja enquanto sujeitos culturais, eles têm sido continuamente segregados política, econômica e sócio-espacialmente. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é analisar a dualidade da inserção e da exclusão dos negros na construção do Brasil, o que será feito através de uma breve análise histórica da situação do negro no Brasil (nos aspectos populacionais, trabalhistas, sócio-econômicos, entre outros) em comparação com dados atuais.

Publicado
2022-02-18