A PERSPECTIVA DO RISCO DE MORTE NO JORNAL NACIONAL: PONDERAÇÕES SOBRE A ORGANIZAÇÃO TEMÁTICA NA COBERTURA DO CORONAVÍRUS NO BRASIL

  • Michele Negrini UFPEL
  • Natália Redü

Resumo

No telejornalismo, a morte é abordada cotidianamente. No caso da cobertura da pandemia do coronavírus, o risco de morte é tema amplamente presente. Desta forma, o objetivo deste artigo é fazer uma reflexão sobre como o risco de morte é abordado no Jornal Nacional. Tal estudo será feito sob o olhar teórico-metodológico de modo de endereçamento. Para tanto, a pesquisa propõe-se a analisar a organização temática da edição do telejornal que foi ao ar em 23 de março de 2020, para verificar como o risco de morte organizou a edição.

Biografia do Autor

Michele Negrini, UFPEL

Doutora em Comunicação pela PUC RS. Tem pós-doutorado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), no programa de pós-graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas. Professora da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Integrante do núcleo de pesquisadores do Grupo Interinstitucional de Pesquisa em Telejornalismo (GIPTele). E-mail: mmnegrini@yahoo.com.br. Orcid: orcid.org/0000-0003-2999-0186

Natália Redü

Jornalista formada pela UFPel. Email: nataliaredu@gmail.com. Orcid: orcid.org/0000-0003-1449-1392

Publicado
2020-12-21