PERFIL ACADÊMICO DE DOCENTES DOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE TRADUTORES E INTÉRPRETES DE LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS (LIBRAS)-PORTUGUÊS NA REGIÃO SUDESTE DO BRASIL

  • Karitta Rodrigues Alcantara Universidade Federal de Goias
  • Renata Cristina Vilaça-Cruz
  • Juliana Guimarães Faria

Resumo

Os cursos superiores de formação de tradutores e intérpretes de língua brasileira de sinais (Libras)-português são recentes nas universidades brasileiras. No entanto, crescem, cada vez mais, na sociedade, as demandas por estes profissionais, especialmente, após a vigência de leis e decretos que dispõem sobre a Libras, traçam diretrizes para a oferta de cursos superiores de formação e regulamentam a profissão de tradutor e intérprete de Libras-português. O presente artigo toma como objeto de estudo uma amostra de docentes que atuam em cursos superiores voltados para a formação de tradutores e intérpretes de Libras-português, com o objetivo de compreender o perfil acadêmico destes formadores. A pesquisa realizada adota uma abordagem exploratória, que combina a utilização de dados quantitativos com análises qualitativas. A coleta de dados foi realizada mediante a análise dos currículos disponíveis na Plataforma Lattes, abrangendo docentes de três universidades da Região Sudeste do Brasil. Os resultados são apresentados na forma de quadros e gráficos e  as análises evidenciam que muitos destes docentes não possuem formação específica para atuarem no processo de formação de tradutores e intérpretes de Libras e, ainda, menos da metade possui experiência prática de mercado. Espera-se que a pesquisa contribua para os debates e formulação de políticas de gestão das instituições de ensino superior, no sentido de privilegiar a qualificação de formadores para cursos de tradutor e intérprete de Libras-português, uma vez que sua atuação impacta os graduandos e interfere na sua futura atuação profissional.

 

Palavras-chaves: Formação. Professor. Tradutores e intérpretes de Libras.

Publicado
2020-12-21