Do ato analítico ao ato poético: da psicanálise transmatricial à elasticidade da técnica psicanalítica para apreender e compreender os fenômenos psíquicos em tempos de pandemia

Resumo

Neste texto, busco registrar a minha apreensão teórico-clínica de um fenômeno psíquico desencadeado a partir da narrativa de uma paciente no setting, mas que continuou ressoante fora do espaço analítico. Orientando-me pelos aportes teóricos de Sandor Ferenczi e Thomas Ogden, por meio desta vinheta clínica busco ilustrar as similaridades entre o processo de psicanalisar, poetar e filosofar. Tais fenômenos podem também ocorrer mediante a escuta ou leitura de uma canção poética ou a leitura e/ou composição de uma poesia, revelando assim as relações entre literatura, psicanálise e a arte. A (co)existência humana que precisou ser reinventada nesta era que se inicia assolada e assombrada pela pandemia de um vírus ainda enigmático nos obrigou a reaprender a amar, a criar, a psicanalisar e a viver. Tais eventos levam-nos a refletir sobre a importância de se pensar interdisciplinarmente um estilo clínico que dê conta de tantas demandas individuais e sociais.

Palavras-chave: Psicanálise. Literatura. Sociedade. Interdisciplinaridade. Pandemia.

Abstract: In this paper, I seek to register my theoretical-clinical apprehension of a psychic phenomenon triggered from a patient's narrative in the setting, but that continued resonating outside the analytical space. Guided by the theoretical contributions of Sandor Ferenczi and Thomas Ogden, through this clinical vignette I try to illustrate the similarities between the process of psychoanalyzing, poetry and philosophizing. Such phenomena can also occur through listening to or reading a poetic song or reading and/or composing a poem, thus revealing the relationships between literature, psychoanalysis, and art. The human (co)existence that needed to be reinvented in this era that is starting, plagued and haunted by the pandemic of a still enigmatic virus, has forced us to relearn how to love, how to create, how to psychoanalyze, and how to live. Such events lead us to reflect on the importance of thinking interdisciplinarily about a clinical style that can cope with so many individual and social demands.

Keywords: Psychoanalysis. Literature. Society. Interdisciplinarity. Pandemic.  

Biografia do Autor

Mailza Rodrigues Toledo Souza, Grupo Brasileiro de Pesquisa Sándor Ferenczi (GBPSF)

Psicanalista Clínica (SBPI -Sociedade Brasileira de Psicanálise Integrativa, 2017); Mestre em LETRAS – Área de Teoria Literária e Literatura Comparada (UNESP- Universidade Estadual Paulista, 2003); Doutora em LETRAS – Área de Estudos Comparados de Língua Portuguesa (USP – Universidade de São Paulo, 2009).

Lattes iD:  http://lattes.cnpq.br/9345185275889895

Orcid iD:  https://orcid.org/0000-0001-9426-1348

E-mail: izatoledo71@gmail.com

Publicado
2021-06-30
Como Citar
Souza, M. (2021). Do ato analítico ao ato poético: da psicanálise transmatricial à elasticidade da técnica psicanalítica para apreender e compreender os fenômenos psíquicos em tempos de pandemia. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 13(1), 127-138. https://doi.org/10.5281/zenodo.5592350
Seção
Dossiê temático