A crítica de Judith Butler ao sujeito fundacional do feminismo e seus desdobramentos para uma teoria literária feminista

Resumo

O fazer teórico feminista produz um corpo de trabalho vasto e plural, e suas categorias norteadoras encontram-se em constante discussão e revisão. Entre os desafios teóricos postos ao feminismo nos anos 1990, destaca-se a crítica de Judith Butler à dependência de um sujeito fundacional a ser encontrado em uma concepção universal de mulher para a prática política feminista. Com esse pano de fundo, objetivamos aqui investigar duas questões principais: 1) de que forma a teoria feminista vem interagindo com a teoria literária? e 2) qual o impacto da crítica de Judith Butler ao sujeito fundacional do feminismo na teorização literária feminista? Esperamos demonstrar que a crítica do sujeito fundacional feminista feita por Judith Butler não assinala para uma despolitização da teoria literária feminista, e sim para a sua renovação em termos outros, mais inclusivos.

Palavras-chave: Judith Butler. Teoria Literária Feminista. Gênero.

Abstract: Feminist theory consists in a vast and plural body of work, and its categories are constantly being discussed and revisited. Among the theoretical challenges that interpellated feminism in the 1990s, one stands out: Judith Butler’s critique of feminism’s dependency on a foundational subject to be found in a universal female identity in order for feminist political practice to be possible. With this in mind, this essay intends to investigate two main questions: 1) how has feminist theory interacted with literary theory? and 2) what impact does Judith Butler’s critique of the foundational subject of feminism have on feminist literary theory? We expect to demonstrate that Judith Butler’s critique of feminism’s foundational subject does not signal to a depoliticization of feminist literary theory, but to its renewal in other, more inclusive grounds.

Keywords: Judith Butler. Feminist Literary Theory. Gender.  

Biografia do Autor

Jade Bueno Arbo, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Bacharela em Letras e Mestra em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Lattes iD:  http://lattes.cnpq.br/5478496017695674

Orcid iD:  https://orcid.org/0000-0001-5726-6545

E-mail:  jade.arbo@ufpel.edu.br

Eduardo Marks de Marques, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Doutor em Australian Literature and Cultural History pela University of Queensland. Professor Associado III no Centro de Letras e Comunicação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Lattes iD: http://lattes.cnpq.br/9216599540037680

Orcid iD:  https://orcid.org/0000-0002-3067-7237

E-mail:  eduardo.marks@ufpel.edu.br

Publicado
2021-06-30
Como Citar
Bueno Arbo, J., & Marks de Marques, E. (2021). A crítica de Judith Butler ao sujeito fundacional do feminismo e seus desdobramentos para uma teoria literária feminista. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 13(1), 96-111. https://doi.org/10.5281/zenodo.5592322
Seção
Dossiê temático