Percurso de Cartola e Aquiles no romance Luanda, Lisboa, Paraíso, de Djaimilia Pereira de Almeida

Resumo

Este artigo trata da trajetória dos angolanos Cartola e seu filho Aquiles, personagens da ficção intitulada Luanda, Lisboa, Paraíso, de Djaimilia Pereira de Almeida, para se integrarem na sociedade portuguesa, os quais experimentam conflitos desde o preconceito ao tentarem se identificar com os indivíduos do lugar à morada e emprego insalubres, mas que também usufruem de momentos de alegria, em que revivem a infância e a redescoberta da amizade. Ao longo do percurso, ambos vão abandonando, quase sem perceber, grande parte de sua cultura e absorvendo outro modo de viver que os faz esquecer parte significativa da cultura de origem, mas não os aproxima dos indivíduos daquela cidade, colocando-os em um espaço fronteiriço de duas sociedades.  A ideia de Antonio Candido sobre os “espaços devoradores” e as estratégias de concentração de riquezas materiais pelas quais o poder expulsa e desumaniza indivíduos de culturas diferentes contribui para a discussão do modo como a supramencionada narrativa aborda poeticamente o drama dos dois imigrantes.

Palavras-chave: Luanda, Lisboa, Paraíso. Djaimilia Pereira de Almeida. Literatura e sociedade. Antonio Candido.

Abstract: This article deals with the trajectory of Angolans Cartola and his son Aquiles, characters from the novel entitled Luanda, Lisboa, Paraíso, by Djaimilia Pereira de Almeida, to integrate into Portuguese society, who experience conflicts like prejudice when trying to identify with individuals from the place and the unhealthy home where they live and they work. But also in this place they enjoy moments of joy, in which they relive childhood and they rediscover of friendship. Along the trajetory, both of them abandon, almost without realizing it, a large part of their culture and absorb another way of living although it does not bring them closer to the individuals of that city, but it places them in a space frontier. Antonio Candido's idea about the existence of “devouring spaces” and about the strategies for concentrating material wealth by which power expels and dehumanizes individuals from different cultures contributes to the discussion of how the aforementioned narrative shows poetically the drama of the two immigrants.

Keywords: Luanda, Lisboa, Paraíso. Djaimilia Pereira de Almeida. literature and society. Antonio Candido.  

Biografia do Autor

Rita do Perpétuo Socorro Barbosa de Oliveira, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Doutora em Letras - Literatura Portuguesa pela na PUC-Rio. Professora do curso de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). É autora do livro Sophia – poema de mil faces transbordantes, resultado de sua tese defendida na PUC-RIO. É líder do GEPELIP (Grupo de Estudos e Pesquisas em Literaturas de Língua Portuguesa).

Lattes iD: http://lattes.cnpq.br/2602637105704791

Orcid iD: https://orcid.org/0000-0001-6817-5569

E-mail:  ritapsocorro@gmail.com, ritapsocorro@ufam.edu.br

Publicado
2021-06-30
Como Citar
Oliveira, R. do P. S. (2021). Percurso de Cartola e Aquiles no romance Luanda, Lisboa, Paraíso, de Djaimilia Pereira de Almeida. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 13(1), 84-95. https://doi.org/10.5281/zenodo.5592301
Seção
Dossiê temático