O hibridismo homem/animal a partir do perspectivismo ameríndio: O caçador de histórias, de Yaguarê Yamã

Resumo

Este artigo busca analisar a relação híbrida entre o homem e os animais, a qual aparece na obra O caçador de histórias (2004) do autor Yaguarê Yamã em um processo de metamorfose. Obras literárias compõem uma fonte de acesso privilegiada para aspectos culturais. Através de contos que foram, inicialmente, narrados oralmente, elementos ligados ao patrimônio cultural tradicional de um povo, como crenças e lendas, vêm à tona. A relação dos homens com a natureza e o mundo à sua volta é um dos aspectos sobre os quais é possível pensar ao analisar contos da literatura oral. Pelo viés específico do perspectivismo procuramos compreender de que maneira esta faceta da cultura aparece em O caçador de histórias. O imaginário Amazônico se enquadra na história da literatura brasileira, além de entender como o imaginário, fantasioso instituiu-se ao longo das narrativas, já que a literatura, em alguns casos, serviu a padronização sobre a tentativa de entender e explicar a região amazônica; problematizando como o discurso ficcional pretende ser tomado como representante de um espaço e das sociedades que em certo contexto histórico ali habitam. Os enfoques priorizados para a análise: como transmissão e preservação de costumes e tradições; os elementos que tocam a relação dos homens com o mundo natural, com especial atenção para o aparecimento de animais nas transformações.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Lopes de Almeida, Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA)

Doutor em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atualmente é professor adjunto IV da Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA), atuando na área de ensino de Língua espanhola como língua adicional e literatura latino-americana. Docente no Programa de Pós-Graduação em Literatura Comparada (PPGLC) da UNILA e no Programa de Pós-graduação em Letras (PPGL) da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Lattes iD: http://lattes.cnpq.br/9511564560016368

Orcid iD: https://orcid.org/0000-0002-2037-905X

E-mail:  carloshlaliteratura@gmail.com - carlos.almeida@unila.edu.br

Carla Patrícia da Silva Guedes, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Licenciada em Letras Língua Portuguesa na Universidade Federal do Pará. Pós-graduada no curso de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva na Faculdade Integrada Ipiranga. Mestre na área literária na Universidade Federal do Pará. Doutoranda em Estudos Literários pela Universidade Federal do Pará/PPGL.

Lattes iD: http://lattes.cnpq.br/3264552303976799

Orcid iD: https://orcid.org/0000-0001-7926-1462

E-mail: Carlaguedes18@yahoo.com.br

Mayra Adriana da Costa Cavalcante, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutoranda em Letras: Estudos Literários (PPGL/UFPA), Mestre em Estudos Antrópicos na Amazônia (PPGEAA/UFPA). Especialista em Estudos Linguísticos e Análise Literária pela Universidade Estadual do Pará (UEPA-2008). Graduada em Letras (Habilitação em Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Pará (UFPA-2006). Atualmente é professora de Língua Portuguesa (SEMED/Castanhal) e participa do Grupo de Pesquisa "Alteridade, Literaturas do Insólito e Psicanálise (ALLIP)".

Lattes iD: http://www.lattes.cnpq.br/4926962697475318

Orcid iD: https://orcid.org/0000-0003-0989-5616

E-mail: mayradri@yahoo.com.br

Publicado
2020-12-31
Como Citar
Almeida, C., Guedes, C., & Cavalcante, M. A. da. (2020). O hibridismo homem/animal a partir do perspectivismo ameríndio: O caçador de histórias, de Yaguarê Yamã. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 12(2), 305-316. https://doi.org/10.5281/zenodo.4632438
Seção
Teoria Literária