“Mães de fevereiro”: representação social da figura materna em reportagem sobre “greve” da PM no Espírito Santo

Resumo

“A dor e o vazio das mães de fevereiro” intitula uma reportagem do jornal A Gazeta, do Espírito Santo, que concedeu voz a algumas mães que perderam seus filhos durante os 22 dias de paralisação da Polícia Militar do estado, em fevereiro de 2017. Em tal texto jornalístico consiste o objeto de estudo deste trabalho, já que, ao retratar essas mulheres, apresenta-se uma construção social da figura materna, que merece ser analisada. Sob esse objetivo, será averiguado que estruturas linguísticas e discursivas são mobilizadas para representar essas mães. Para tanto, serão revisitados estudos sobre as construções históricas de mãe no Brasil e as noções de representação social de van Leeuwen (1996), para, então, aplicar algumas categorias discursivas de análise de van Djik (2016, 2012, 2010, 2001), com o intuito de descrever como sociocognitivamente, por meio da criação e ativação de modelos mentais, são representadas socialmente essas mães. Os resultados apontam para uma representação social que aciona modelos tradicionais de mães, inclusive suprimindo aquelas que não se encaixam em um padrão estabelecido, as “outras mães de fevereiro”.

Biografia do Autor

Micheline Mattedi Tomazi, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Doutora em Estudos linguísticos pela Universidade Federal Fluminense. Professora Adjunta II da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), professora permanente no Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos (PPGEL/UFES) e líder do Grupo de Estudos sobre Discurso Midiático (GEDIM/UFES).

Lattes iD: http://lattes.cnpq.br/478371656563178

Oricid iD: https://orcid.org/0000-0002-2246-7061

E-mail: michelinetomazi@gmail.com

Joelson de Maria Rocha, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Mestrando pelo PPGEL, Programa de Pós-Graduação em Linguística, da Universidade Federal do Espírito Santo. Integrante do Grupo de Estudos sobre Discurso Midiático (GEDIM/UFES).

 Lattes iD: http://lattes.cnpq.br/7368514672559174

Orcid iD: https://orcid.org/0000-0001-5775-9999

E-mail: joerocha@hotmail.com

Cândido Ferreira de Souza Júnior, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Mestrando pelo PPGEL, Programa de Pós-Graduação em Linguística, da Universidade Federal do Espírito Santo. Integrante do Grupo de Estudos sobre Discurso Midiático (GEDIM/UFES).

Lattes iD: http://lattes.cnpq.br/8383583963648732

Orcid iD: https://orcid.org/0000-0002-1790-3826

E-mail: pr.candido@imm.org.br

Publicado
2019-06-30
Como Citar
Tomazi, M., Rocha, J., & Júnior, C. (2019). “Mães de fevereiro”: representação social da figura materna em reportagem sobre “greve” da PM no Espírito Santo. Via Litterae (ISSN 2176-6800): Revista De Linguística E Teoria Literária, 11(1), 19-38. https://doi.org/10.5281/zenodo.4118293
Seção
Linguística