METODOLOGIAS E TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR EM TEMPOS DE PANDEMIA (COVID-19):

UMA ANÁLISE EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS E PRIVADAS DA REGIÃO DO BICO DO PAPAGAIO, EXTREMO NORTE DO TOCANTINS.

  • Eneila de Cassia Maia Ferreira UFNT
  • Guilherme Oliveira da Silva UFNT
  • Mauro Torres Siqueira UFT

Resumo

A pandemia de COVID-19 disseminada através do vírus SARS-CoV-2 tem causado diversas mudanças em todos os segmentos, dentre eles o educacional. Medidas de prevenção baseadas no distanciamento físico, isolamento/fechamento de locais públicos e restrição de aglomerações humanas representou um grande desafio para a continuidade da prática educacional nas redes públicas e privadas, em todos os níveis, da escola a graduação em todo o mundo. A necessidade repentina do fechamento das escolas e universidades a princípio propiciou um cenário de incertezas, seguido de uma tentativa de reestabelecer as práticas pedagógicas por todo o planeta, de modo a não expor a saúde de estudantes e professores, mas dando continuidade ao processo ensino e aprendizagem. Esse retorno encontrou uma série desafios referente às desigualdades sociais no Brasil e no mundo. O presente artigo apresenta dados coletados em 04 (quatro) instituições de ensino superior, nos municípios de Araguatins-TO e Augustinópolis-TO, cidades localizadas no extremo norte do Tocantins, na região do Bico do Papagaio sobre a prática pedagógica durante a pandemia. Devido a pandemia da COVID-19, por medida de segurança, as instituições de ensino superior tiveram que substituir o ensino presencial pelo ensino de forma remota e têm sofrido grandes impactos em sua organização pedagógica em consequência do isolamento imposto pela pandemia. Os resultados da pesquisa, evidenciaram a necessidade de políticas institucionais relacionadas a formação de professores e a políticas de apoio aos estudantes.

Publicado
2021-10-28