O SEPTUAGÉSIMO ANIVERSÁRIO DO DISCO DA MÚSICA MOÇAMBICANA

  • Jean Carlos Vieira Santos Bolsista BIP e Professor do Mestrado em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado (TECCER/UEG/Anápolis) e dos cursos de Graduação e Tecnologias da UEG Campus Caldas Novas. http://orcid.org/0000-0002-5746-1217
Palavras-chave: RESENHA

Resumo

A resenha apresenta um texto inteligente com uma escrita simples que contribui com as lacunas teóricas de uma nação cujo conhecimento científico ainda está em construção, além de mostrar um misto de poesias, com reportagens e uso da linguagem do cotidiano popular, mas sem vulgarizar. Assim, o autor salienta como o primeiro disco foi produzido em Moçambique, em plena época colonial, momento no qual fervilhava o pensamento de libertação do colonialismo em frentes diversificadas. O livro ora resenhado é de Samuel Matusse, com o título - O Septuagésimo Aniversário do Disco da Música Moçambicana - ´publicado em 2016 pela editora Minerva Print da cidade de Maputo (Moçambique).

Biografia do Autor

Jean Carlos Vieira Santos, Bolsista BIP e Professor do Mestrado em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado (TECCER/UEG/Anápolis) e dos cursos de Graduação e Tecnologias da UEG Campus Caldas Novas.

Professor do Mestrado Territórios e Expressões Culturais no Cerrado (TECCER) da Universidade Estadual de Goiás (UEG), do Mestrado em Geografia da UEG Campus Cora Coralina e dos cursos de Graduação e Tecnologia da UEG Campus Caldas Novas. Pós-doutorado em Turismo pela Universidade do Algarve (Portugal), Doutorado e Mestrado pela Universidade Federal de Uberlândia (IGUFU/Brasil).

Publicado
2020-11-20