A VIA SACRA: HISTORICIDADE E DEMARCAÇÕES DE UMA NARRATIVA ÉPICA

  • Renata Cristina de Sousa Nascimento UFG/UEG/PUC-GO Nemed (UFPR)
Palavras-chave: Via Sacra-, Peregrinação

Resumo

A constituição dos lugares-memória do cristianismo fortaleceu os chamados espaços de recordação. Pelo desejo de aproximação a uma sacralidade palpável reinos e cidades recriaram em seu território uma toponímia espiritual, tendo Jerusalém como modelo. Esta ampla transposição dos passos da Paixão de Cristo delimitou a tradição e identidade cristãs. A Via Dolorosa foi teatralizada e inserida nas rememorações da Semana Santa em todos os lugares de devoção cristã.

Biografia do Autor

Renata Cristina de Sousa Nascimento, UFG/UEG/PUC-GO Nemed (UFPR)
Doutora em História pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) Participante do NEMED (Núcleo de Estudos Mediterrânicos- UFPR) Professora da Universidade Federal de Goiás (UFG), da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (Mestrado em História). 
Publicado
2020-05-05