Os interesses privados na criação de municípios no Brasil: a experiência da emancipação do município de Rio Quente (Goiás)

  • Júlio Cesar Meira Universidade Estadual de Goiás - Câmpus Morrinhos
  • Suelene Aparecida de Oliveira UEG- CÂMPUS MORRINHOS

Resumo

Resumo: Este artigo tem como objetivo investigar o processo de emancipação política do município de Rio Quente, estado de Goiás, tendo como pano de fundo a campanha de emancipação em que determinados grupos políticos e econômicos foram protagonistas. Partiu-se do pressuposto de que o processo de emancipação resultou dos interesses econômicos do grupo Rio Quente Resort e das possibilidades de atuação política que a nova estrutura político-administrativa do novo município proporcionaria. O povo, o cidadão comum, esteve, nos primeiros momentos, distante do processo, tanto de fato, quanto nos discursos e narrativas que compuseram o arcabouço das fontes e documentos utilizados para a pesquisa. A metodologia empregada no trabalho foi a da análise de textos jornalísticos, tomando-se o cuidado que esse tipo de fonte requer, como, ademais, qualquer outro tipo de fonte.

Palavras-chave: História. Rio Quente. Emancipação.

Biografia do Autor

Júlio Cesar Meira, Universidade Estadual de Goiás - Câmpus Morrinhos
DOUTOR EM HISTÓRIA, PROFESSOR EFETIVO (HISTÓRIA MODERNA E CONTEMPORÂNEA) E COORDENADOR DO CURSO DE HISTÓRIA DA UEG/CÂMPUS MORRINHOS.
Suelene Aparecida de Oliveira, UEG- CÂMPUS MORRINHOS
LICENCIADA EM HISTÓRIA PELA UEG- CÂMPUS MORRINHOS
Publicado
2017-12-29
Como Citar
Meira, J., & Oliveira, S. (2017). Os interesses privados na criação de municípios no Brasil: a experiência da emancipação do município de Rio Quente (Goiás). Revista De História Da UEG, 6(2), 194-218. Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revistahistoria/article/view/6506
Seção
Artigos (Tema Livre)